Iniciada obra de terraplenagem na Fazenda Rodeio

O Projeto Reservas da Serra do Itapety irá ocupar propriedade entre o Rodeio e César

A obra está localizada próximas à entrada do Distrito de César de Souza em Mogi

Foram iniciadas as obras de terraplenagem numa área da Fazenda Rodeio, próximo à entrada do Distrito de César de Souza, em Mogi das Cruzes, onde será instalado o Projeto Reserva da Serra do Itapety, realizado pela Alden Desenvolvimento Imobiliário Ltda, formada pela Helbor Empreendimentos S.A e a Suzano Holding, do grupo Suzano. As obras serão divididas em 13 fases e incluem a construção de unidades residenciais e comerciais, além do Parque Linear do Ribeirão Botujuru, que será aberto ao público. O valor do investimento inicial não foi informado.

Nessa primeira fase, que compreende um terreno de 540 mil metros quadrados, dois terços serão dedicados a áreas verdes, de lazer e área institucional, e outros 180 mil metros quadrados (um terço) serão voltados a de lotes de uso misto. No local será implantado o Parque Linear do Ribeirão Botujuru, que será aberto à população, e haverá corredores ecológicos para a preservação de espécies animais e vegetais.

A Fazenda Rodeio, que durante décadas foi dedicada ao plantio de eucalipto para a produção de celulose, terá 40% de sua área preservada de forma perpétua, por meio da Reserva Particular do Patrimônio Natural (RPPN) Botujuru – Serra do Itapety, reconhecida oficialmente em 2014 pela Secretaria de Meio Ambiente do Estado de São Paulo e que teve seu plano de manejo aprovado pela Fundação Florestal em 2015. Outros 20% serão destinados a novas áreas verdes, de lazer e de convivência.

Em suas etapas, o empreendimento prevê o desenvolvimento, por exemplo, de áreas residenciais, comerciais, espaços de lazer, áreas para comércio regional e local, áreas institucionais e um sistema viário conectado ao sistema viário municipal. O lançamento dos empreendimentos e o início da comercialização não estão definidos.

De acordo com a Assessoria de Imprensa da Alden, a médio e longo prazo, o projeto terá reflexos na geração de empregos, no aumento das receitas de impostos, no desenvolvimento urbano do município, na criação dos corredores ecológicos da Serra do Itapety e na concepção de novos empreendimentos imobiliários.

O empreendimento terá ainda uma Estação de Tratamento de Esgotos (ETE) exclusiva, que será construída gradualmente. Além disso, haverá ações internas voltadas ao aproveitamento de água e educação ambiental.

Segundo a Assessoria de Imprensa, ainda, o Projeto Reserva da Serra do Itapety dispõe de todas as aprovações legais exigidas. O licenciamento ambiental foi conduzido pelo Grupo de Análise e Aprovação de Projetos Habitacionais do Estado de São Paulo (Graprohab), que autorizou o início das obras. “O projeto conta com as devidas licenças ambientais, alvarás e diversos termos de compromisso com a preservação ambiental e outros, definidos pelos órgãos competentes”, informa.

A Alden foi fundada em 2011 e é resultado da parceria entre a Helbor Empreendimentos S.A. e o Suzano Holding. A Helbor é uma das dez maiores incorporadoras imobiliárias do Brasil, com sede em Mogi das Cruzes, hoje com atividades em mais de 30 cidades. Já a Suzano é reconhecida por sua liderança mundial na produção de celulose de eucalipto e de papéis de imprimir e escrever da América Latina.

Reserva Botujuru

Desde que o Plano de Manejo da RPPN Botujuru – Serra do Itapety foi colocado em prática foram catalogadas mais de 130 espécies de aves, 39 de anfíbios e répteis, 12 de peixes, 14 de morcegos e 15 espécies de mamíferos terrestres, como o gato mourisco, a onça parda e o sagui-da-serra-escuro, ameaçadas de extinção.

Esse trabalho é coordenado pelo Instituto Ecofuturo, que realiza ações em parceria com a Universidade de Mogi das Cruzes (UMC).

(O Diário, 11 de março de 2019)